sábado, 20 de agosto de 2016

MANIFESTO DA ESCOLA DE BRASÍLIA

Não existe uma explícita corrente filosófica brasiliense porque os filósofos de Brasília não queremos que essa corrente exista. Mas, ao mesmo tempo, queremos apontar para atividades e escritos que, desde faz pelo menos 20 anos, estão sendo desenvolvidos e apresentados dentro de um certo "ambiente de pensamento" ambiguamente reconhecível. 

Este Manifesto coloca, em estilo próprio, precisamente esse duplo movimento: a ferrenha vontade da NÃO existência de uma "escola", e o apontar para um filosofar alternativo ao rotineiramente elaborado nas universidades. 

A redação do Manifesto foi feita pelo professor Hilan Bensusan e por mim mesmo. Outros membros da inexistente Escola de Brasília deram palpites anônimos. 

Julio Cabrera


MANIFESTO DA ESCOLA DE BRASÍLIA



sábado, 13 de agosto de 2016

"CINE: 100 AÑOS DE FILOSOFIA" (segunda edición, totalmente corregida)

EN 2015, LA EDITORIAL GEDISA (BARCELONA), LANZÓ LA SEGUNDA EDICIÓN, CORREGIDA Y AUMENTADA, DEL LIBRO: 

"CINE: 100 AÑOS DE FILOSOFIA", cuya primera edición era de 1999. 

Esta segunda edición fue totalmente corregida, especialmente el estudio introductorio ("Para una crítica de la razón logopática"), pero también cada uno de los 12 ejercicios. Fue agregada, en cada ejercicio, una nueva sección llamada "Construcción de un concepto", en donde se explica como las imágenes conceptualizan la realidad de una manera no meramente ilustrativa. 

Esta nueva edición torna obsoletas las traducciones italiana ("Da Aristotele a Spielberg", 2000) y portuguesa ("O cinema pensa", 2006) del libro de 1999.

quinta-feira, 16 de julho de 2015

LIVRO DE MURILO SEABRA NA EDITORA DA RESISTÊNCIA

A EDITORA DA RESISTÊNCIA COMEÇA A SUA PRIMEIRA SÉRIE DE PUBLICAÇÕES COM O LIVRO DE AUTORIA DE MURILO SEABRA:

METAFILOSOFIA. LUTAS SIMBÓLICAS, SENSIBILIDADE E SINERGIA INTELECTUAL

QUE FORA LANÇADO EM 2014, NUMA PEQUENA EDIÇÃO PRELIMINAR, NA LIVRARIA CULTURA DA CASA PARK. (PARA ASSISTIR O LANÇAMENTO, CLIQUE AQUI).

O LIVRO APRESENTA ANÁLISES E OBSERVAÇÕES CRÍTICAS SOBRE FILOSOFAR ACADÊMICO, A ARTE DE ANALISAR POEIRA, ORIGINALIDADE, DE COMO A FILOSOFIA ACADÊMICA - À DIFERENÇA DA ARTE - NÃO TEVE SÉCULO XX, SOBRE COMO FILOSOFAR À VONTADE E SOBRE O FILÓSOFO SENHOR QUITA. 

O LIVRO SE DIRIGE A TODOS, MAS ESPECIALMENTE AOS ESTUDANTES DE FILOSOFIA,.A PESAR DO TÍTULO, NÃO É SÓ META-FILOSÓFICO, MAS FILOSÓFICO DE PONTA A PONTA. 

O LIVRO TEM UM PREFÁCIO DE JULIO CABRERA, QUE TEM COM O LIVRO A MESMA RELAÇÃO QUE O PREFÁCIO DE RUSSELL COM O TRACTATUS DE WITTGENSTEIN. 

ERRATA no livro A Ética e suas Negações

No início do capítulo I. Paternidade e Abstenção, a editora Rocco cometeu um terrível erro: eles simplesmente suprimiram uma linha que prejudica totalmente a compreensão da primeira frase. A frase completa é a seguinte:



Durante toda a história da Filosofia, a Ética tem sido Ética do ser, o imperativo moral básico foi sempre ‘Deve-se viver’, e tudo o resto, uma justificativa desse imperativo.



 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | cheap international calls